Domicílio Judicial Eletrônico: empresas têm 90 dias para cadastramento

1. O que é o Domicílio Judicial Eletrônico?

Trata-se de ferramenta do Programa Justiça 4.0, do CNJ, que centraliza as comunicações de processos de todos os tribunais brasileiros em uma única plataforma digital. Na prática, todas as citações e intimações serão realizadas por meio deste sistema.

 

2. Qual é o objetivo da ferramenta?

Gerar celeridade, eficiência e economia. O Domicílio Judicial Eletrônico busca centralizar as citações, intimações e demais comunicações processuais enviadas pelos tribunais. 

A iniciativa tem o objetivo de economizar recursos humanos e financeiros utilizados na prestação de serviços pelo Judiciário, bem como garantir maior rapidez aos processos judiciais. 

A citação por meio eletrônico será realizada exclusivamente via Domicílio (exceto a citação por edital, que permanece realizada via Diário de Justiça Eletrônico Nacional – DJEN)

 

3. As empresas precisam se cadastrar na ferramenta?

Sim. A partir do dia 1º de março, grandes e médias empresas de todo o país terão um prazo de 90 dias para cadastramento voluntário no Domicílio Judicial Eletrônico (DJE). 

Após 30 de maio, o cadastro será compulsório, com a utilização de dados da Receita Federal. Neste caso, as empresas estarão sujeitas a penalidades, além do risco de perda de prazos processuais

 

4. A ferramenta promove alguma mudança nos prazos processuais? 

Sim. A ferramenta trouxe importantes mudanças nos prazos para leitura e ciência das informações, quais sejam:

  • 03 dias úteis após o envio de citações pelos tribunais; e
  • 10 dias corridos para intimações. 

 

5. O desrespeito aos prazos gera alguma consequência?

Sim. Quem deixar de confirmar o recebimento de citação encaminhada ao DJE no prazo legal e não justificar a ausência estará sujeito a multa de até 5% do valor da causa por ato atentatório à dignidade da Justiça.

 

6. Cronograma de cadastro:

O uso das comunicações via DJE vem ocorrendo em fases, de acordo com o público-alvo: 

  • Primeira fase (2023): Bancos e Instituições Financeiras. 
  • Segunda fase (até 30/05/2024): Empresas privadas de grande e médio porte. 
  • Terceira fase (julho de 2024): Instituições e empresas públicas. 

Vale lembrar que o cadastro não é obrigatório para pessoas físicas, nem para pequenas e microempresas que possuem endereço eletrônico no sistema integrado da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), embora o CNJ recomende que todos o façam.

 

 

Fonte: https://www.cnj.jus.br/empresas-tem-ate-30-de-maio-para-se-cadastrarem-no-domicilio-judicial-eletronico/

São Paulo | SP

Rua Pequetita, n° 215, conj. 12, l° andar – Vila Olimpia,
CEP:04552-060

Informações:

(11) 2344-1919

Salvador | BA

Av. Tancredo Neves, 620 
Caminho das Árvores
CEP: 41820-020

Informações:

(71) 31764173

Domicílio Judicial Eletrônico: empresas têm 90 dias para cadastramento

R. Frederico Simões,
Caminho das Árvores
CEP: 41820-774
Edifício Liz Empresarial

Informações:

(71) 3044.0150

Rio de Janeiro | RJ

Av. Rio Branco, n° 277, sala 1510 – Centro, CEP: 20040-009

Informações:

(21) 3553-4040

Recife | PE

R. Padre Carapuceiro, nº 752, Centro Empresarial Torre Vicente do Rego Monteiro, Sala 1201, Boa Viagem, CEP: 51020-280

Informações:

(81) 3032 4880

Belo Horizonte | MG

R. Santa Rita Durão, 1143. Edf. Clara Catta Preta, 5° andar –
Funcionários, CEP: 30140-110

Informações:

(31) 3267 6397

Aracaju | SE

Rua Engenheiro Hernan Centurion, 644, Jardins, CEP: 49025-170

Informações:

(79) 3217-7230

Manaus | AM

Av. André Araújo, 97  – sala 1407

Informações: